Dicas

20/04/2015

Tendências, escolhas e dicas de especialistas para criar ambientes com estilo

A presença das plantas


A sustentabilidade se faz cada vez mais presente no universo da arquitetura e da decoração. Hoje existe uma preocupação maior em fabricar móveis com madeira de demolição e criar ambientes iluminados naturalmente. Além desses recursos, vale trazer plantas e flores para dentro de casa. Que tal investir em um jardim vertical?


Bastante usado em varandas e espaços abertos, é uma ótima opção de cantinho verde. Só não se esqueça das regas e da adubação, que mudam de acordo com a espécie cultivada.


Cores 2015


O Centro de Estudos de Cor para a América Latina (CECAL), com apoio do Comitê Brasileiro de Cores (CBC), desenvolveu a paleta de cores para 2015. Os padrões florais aparecem em primeiro lugar, seguidos por grafismos. A boa notícia é que as tendências não ficam restritas aos estofados e são muito bem-vindas em papeis de parede, azulejos e até mesmo nos móveis. Para os eletrodomésticos, a dica é investir em tons cítricos, como laranja e maçã verde, que alegram qualquer ambiente. Quem gosta de detalhes coloridos pode optar pelo dourado. A ideia é dar aquele toque especial em móveis leves e modernos. A Pantone, referência em sistemas de cor, também já anunciou a cor de 2015. Trata-se da Marsala, inspirada nos vinhos sicilianos, que apresenta um tom de vermelho-queimado próprio para usar em revestimentos e no mobiliário.


 Cores-01

Peças e ambientes industriais


Da fábrica para o lar. Essa é uma das apostas da decoração e da arquitetura, que oferecem um estilo mais industrial com cores, texturas e elementos de fábricas antigas. Encanamentos e detalhes da instalação elétrica podem ficar aparentes, mas é preciso pintá-los com cores abertas para deixá-los charmosos. Cimento queimado e concreto são perfeitos para modernizar e ampliar o espaço. Opte pelos revestimentos em pisos e paredes e complete com luminárias suspensas e acessórios vintage.


De olho no rodapé


Usado como um recurso para proteger o revestimento e dar acabamento ao piso, o rodapé passou a ser bastante procurado por dar um toque personalizado ao ambiente. Com cores e alturas diferentes (que variam de 10 a 25 cm), são fabricados em diversos materiais, como MDF, mármore e granito. Os modelos podem ser lisos, com frisos e bordas retas ou boleadas. Converse com um arquiteto para encontrar a opção mais harmônica.


rodape-01

A volta do papel de parede


Ele já foi considerado por muitos anos como um recurso antiquado, mas retornou com força total. Prático e eficiente, decora e renova o visual de qualquer ambiente. Os vinílicos, por exemplo, podem ser lavados, enquanto os acetinados acumulam menos poeira e são mais indicados para revestir paredes de quartos. Já o TNT imita tecido e pode ser usado em salas de estar e jantar. Com tantas opções, a dica é levar em   consideração a decoração do ambiente como um todo, antes mesmo de escolher esse material.